1,260 of 2,000 assinaturas

O Parlamento Europeu, o Conselho e a Comissão Europeia

Esta petição é dirigida por O Fórum Europeu da Deficiência (FED)

Petição

No dia 8 de março de 2022, a Comissão Europeia apresentou a proposta para uma diretiva para combater violência contra mulheres e a violência doméstica.

Exigimos que a diretiva proíba a esterilização forçada e apresente medidas para pôr fim a esta violação dos direitos humanos.

Por que motivo é importante?

Consegue imaginar acordar e estar a ser esterilizada/o sem o seu consentimento? Ou tentar ter filhos e descobrir que tinha sido esterilizada/o na adolescência sem o saber? Isto acontece agora na Europa.

Mais de 100 milhões de pessoas com deficiência vivem na Europa. Elas, especialmente mulheres e raparigas com deficiência, continuam a ser esterilizadas contra a sua vontade.

O Comité dos Direitos das Pessoas com Deficiência das Nações Unidas está muito preocupado com o facto de vários Estados-Membros da UE autorizarem a esterilização forçada, nomeadamente a Alemanha, França, Croácia, República Checa, Lituânia e Eslováquia. Contudo, não existe análise nem dados sobre quantos países autorizam tais práticas horriveis, e quantas mulheres e raparigas são afectadas. Estas práticas ainda têm lugar, em silêncio e impunidade, em todos os Estados Membros da UE. Temos de assegurar que as pessoas com deficiência podem desfrutar de vidas saudáveis e dignas, livres de violência e abusos.

Por favor, assine a nossa petição e espalhe a palavra. #NothingAboutUsWithoutUs #EndForcedSterilisation

Descobre mais informações: https://www.edf-feph.org/women-policy/

Compartilhe esta petição com os seus amigos

Está a assinar em nome de Não é o seu nome? Clique aqui